A Pintura nos Países Baixos

Entrevista com Antonio Gonçalves Filho, Luiz Marques e Pieter Tjabbes para a Rádio Estado da Arte – Quem quisesse escrever uma “História de Perfeição” teria de dedicar um capítulo especial à pintura holandesa do século XVII. Esse é o instante mágico no qual o homem, 40.000 anos depois que começou a pintar paredes de cavernas, finalmente se percebeu capaz de representar absolutamente qualquer coisa tocada pela luz: um vestido de cetim, o ar vaporoso, as escamas de um peixe, um cálice de vinho e, claro, todos os matizes da carne sob a pele humana. Qualquer vibração do nervo ótico podia agora ser comunicada à mão e de lá imortalizada em uma superfície plana. . . .